UNI – União de Líderes Empresariais de Porto Seguro, busca apoio de autoridades federais para tratar de assuntos turísticos e ambientais da Costa de Descobrimento.

O Diretor Presidente da UNI (União de Líderes Empresariais de Porto Seguro), Luigi Rotunno, reuniu-se nesta segunda-feira(15/04), em Brasília, com autoridades federais para tratar de assuntos turísticos e ambientais da Costa do Descobrimento. Em uma reunião que durou cerca de duas horas, a UNI apresentou sua estrutura de diretorias e o funcionamento da entidade com os empresários e a sociedade civil organizada, mediante os Cafés da Manhã, Rodadas de Negócios, Mentorias e Fóruns.

 Foram compartilhadas as preocupações do empresariado e de cidadãos engajados com o desenvolvimento da região, diante do cenário desorganizado, com claros sinais de um descontrolado turismo predatório que pode gerar danos irreversíveis à cultura e ao meio ambiente na Costa do Descobrimento, havendo, também, o risco iminente do que é chamado “overturism”.

Destinos como Trancoso, Caraíva e outros pedem socorro diante do fluxo de turistas que os distritos não têm condições de receber, pois a ausência de infraestrutura nas estradas e até de saneamento básico, impossibilitam esse crescimento. O descontrolado fluxo turístico concentrado em curtos períodos do ano, ocasionando longas baixas temporadas prejudicam o destino como um todo. Um planejamento turístico profissional poderia, certamente, redistribuir esse fluxo de forma mais sustentável para os viajantes que desejam visitar as belezas da Costa do Descobrimento.

 Um assunto importante discutido junto à presidente do IPHAN, Katia Bogéa, foi a proteção do patrimônio histórico material e imaterial. A UNI se colocou à disposição do IPHAN para colaborar nesse desafio e os empresários entendem que esse patrimônio deve ser preservado, sendo ele, a maior riqueza da região. Para os diretores da UNI, “temos uma grande oportunidade de manter a Costa do Descobrimento preservada de especulações imobiliárias predatórias e, esse é um dos principais motivos pelos quais precisamos do IPHAN. O simples fato de não termos prédios altos, nos diferencia da maioria das cidades litorâneas.” Comentou Luigi Rotunno.

A reunião foi concluída com um convite a todos os participantes, para prestigiarem o Fórum de Turismo da Costa do Descobrimento que está previsto para o dia 25 de junho, em Porto Seguro – Bahia.

 

Foto: Diego Feijó – Coordenador de Promoção e Eventos da EMBRATUR; Luigi Rotunno – Diretor Presidente da Uni- Líderes Empresariais de Porto Seguro-BA; Nicole Ferreira Facuri – Coordenadora Geral do Meio Ambiente, Cultura e Economia Criativa – SNII – Ministério do Turismo; Larissa Rodriguez Peixoto – Diretora do Departamento de Desenvolvimento Produtivo – SNII – Ministério do Turismo: Katia Bogéa – Presidente do IPHAN

Deixe um Comentário

X